21 de maio de 2007

QUERO




Quero cantar
Os poemas do vento norte.
Bailar com as musas do poeta.
Quero, quero ser
Essa folha de rascunho
Que te dá alento.
Quero ser essa palavra forte.
Quero ser métrica certa
D’uma qualquer estrofe.
Quero ser bela prosa
D’um livro a nascer.
Página nunca morta,
Que nunca paras de ler.


By Dinah Raphaellus (Portugal)

2 comentários:

Decio Bettencourt Mateus disse...

Dinah: seus poemas são verdadeiramente lindos de poesia e mensagem. Votos de que continue nos brindando com sua boa poesia.

Décio Bettencourt Mateus

DINAH RAPHAELLUS disse...

Obrigado Decio: sei que o meu estilo poetico esta um tanto ou quanto fora de moda, no entanto e a forma como sinto.
Tenho lido seus poemas, de facto nos poetas pertencemos a outra mundo tao diferente desta triste realidade.
Talvez nas nossas proximas vidas todos juntos facamos a diferenca.
Um abraco


Dinah Raphaellus