11 de fevereiro de 2010

IBEJI



Esta postagem foi retirada, com devida permissão, do blogue: http://enredosetramas.blogspot.com/

 Ibeji - Foto avmobley
Ibeji*



Num rumorejo alegre
as moças cuidadoras
aveludaram a senhora



arrumaram seus cabelos
escolheram seu vestido
e pintaram suas unhas
cor de rosa.



Foi assim adocicada
que a mulher sentou-se
frente ao bolo perolado
entre firme e desvanecido
em cascatas de açúcar.



As velas pulsando 80
e o batuque vigoroso dos corações
bordeando a mesa
atordoaram a menina.



Os mais atentos viram,
apesar da inexatidão dessa hora,
quando ibeji ventou sorrindo
roubando doces da mesa
e fazendo brotar dos olhos dela
a nascente de um rio.

Martha Galrão (Brasil)


*Ibeji - é uma divindade ioruba, sempre representada por gêmeos, presente nos rituais brasileiros do candomblé; às vezes aparece como crianças. Simboliza os opostos que se complementam, a dualidade que caminha junta.


Conheci os poemas de Martha Galrão no seu blog, Maria Muadiê. Fiquei cativa dos seus poemas de forte influência afro-baiana, das misturas de temas abstratos com assuntos cotidianos, e das surpresas que sua sensibilidade de mulher nos apronta. “Ibeji” reúne isso tudo, além de me remeter, com ou sem razão — afinal, quem domina as próprias associações? —, ao conto “Feliz Aniversário”, de Clarice Lispector. Uma amostra da poesia sensível e contemporânea desta poeta baiana.

Enrredos e Tramas de Janaina Amado (Brasil)

 

3 comentários:

Janaina Amado disse...

Muito bom ver a bela poesia de Martha passeando pelo mundo. Já avisou a ela do post aqui?
Kandandu.

Decio Bettencourt Mateus disse...

Gostei. Sempre gosto de poesia suave, delicada e (aparentemente) fácil. Qualquer coisa que flui as águas suaves dum rio.

Valeu Namibiano.

Maria Muadiê disse...

Que coisa boa me encontrar aqui!
Uma grande alegria.
Um abraço,
Martha